Vozes do Vale: Josino Medina

Josino Medina é um violeiro, compositor e arte-educador nascido na cidade de Carlos Chagas, Vale do Mucuri, Minas Gerais. Na década de 1980, nos vários festivais de música em sua cidade, começou a compor e participar dos festivais da canção. Desse movimento, conheceu Pereira da Viola, com quem iniciou um trabalho de pesquisa de cantigas e brinquedos na Comunidade Quilombola de São Julião, Minas Gerais.

Segundo Josino, foram a mãe e o pai de Pereira da Viola, mãe Augusta e pai João Preto, os principais informantes dessa pesquisa. Josino e Pereira seguiram realizando “cantorias”, divulgando as pesquisas realizadas em São Julião.

Josino Medina e Pereira da Viola. Foto: Raíra Moraes

Por um tempo, Josino Medina mudou-se para Ji-Paraná, Rondônia, onde participou da “Sala do Menino Maluquinho”, trabalhando com crianças, e onde realizou a trilha sonora para a peça “Onde tem bruxa, tem fada”.

Nesse período, já na década de 1990, foi se aprofundando em seu trabalho como educador juntamente com crianças, conhecendo então brincantes como Adelsin, Doroty Marques e Dércio Marques. Foi nos Encontros Populares de Cultura que Josino conheceu o antropólogo e educador Carlos Rodrigues Brandão, realizando um trabalho onde musicou alguns livros de poesia de Brandão. Deste trabalho nasceram três álbuns: “O jardim de todos”; “Os nomes”; “Furundum: canções e cores de carinho com a vida”.

Pereira da Viola na rabeca; Josino Medina na viola e Dércio Marques no violão.
Foto: Arquivo de Josino Medina

Josino musicou também diversas quadrinhas que deram origem ao álbum “Quadras do Sertão”. Segundo Corrêa (2017):

Quadras do Sertão – A história do vaqueiro Sebastião Eugênio” (2016) é o CD de Josino Medina no qual musicou quadras que mostram cenas do sertão escritas por: João Guimarães Rosa, Seo Manoel Ferreira, Seo Erotides (da Vila dos Gaúchos, Grande Sertão Veredas, MG) e o Aboio de Manuelzão. (p. 112)



Josino nos conta que enquanto musicava algumas quadrinhas retiradas da obra de João Guimarães Rosa, seu pai foi relembrando contra-danças, abc’s, aboios, que estavam em sua memória do tempo em que brincava na infância e mocidade. Atualmente, Josino reside em Araçuaí, Vale do Jequitinhonha, onde trabalhou como Arte-Educador no CPCD (Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento) e onde possui uma fabriqueta de pífanos, trabalhando com musicalização com crianças.

Dentre suas músicas, gostaríamos de destacar “Caminho das águas”, composta em parceria com Frei Chico, fundador do Coral Trovadores do Vale. “Caminho das águas” é uma homenagem ao Rio São Francisco, e dentre seus versos podemos encontrar:

Rio abaixo, rio acima
Numa barca enfeitada
Um pouco com Deus é muito
E muito sem Deus é nada

Logo abaixo é possível acessar alguns vídeos com as músicas desse grande artista popular.

Caminho das Águas



Capim Dourado



Quadras do Sertão



Reis do Oriente



Referências:

CORRRÊA, Jussânia Borges. Ecomusicologia no Cerrado: violeiras e violeiros convivendo com a natureza. Dissertação. (Programa de Pós-Graduação Música em contexto, Universidade de Brasilia, Brasilia, 2017.

Deixe uma resposta